Início » Bandai Namco » 5 coisas que você precisa saber sobre a versão japonesa de Dark Souls III

5 coisas que você precisa saber sobre a versão japonesa de Dark Souls III

Nas últimas horas tive acesso a versão japonesa de Dark Souls III, que foi comprada por um amigo, mas ele cedeu a conta para eu poder jogar, enquanto ele está jogando no Xbox One. Com isso, decidi comentar um pouco sobre alguns detalhes que eu vi do jogo até o momento, mas sem citar impressões ou mesmo spoilers importantes do jogo. Até o momento estou gostando bastante do jogo, mas jogar um game num idioma completamente exótico é muito mais complicado do que parece, mesmo tendo facilitadores que não tínhamos na época dos RPGs de PlayStation (como o Xenogears e o Final Fantasy VIII).

Vamos lá!

1) A versão japonesa de Dark Souls III tem legendas em inglês?

No Xbox One tem, mas há receio da comunidade sobre possíveis punições da Microsoft ou problemas que a From Software poderia fazer para os jogadores que compraram na Live japonesa usando mutretas . Em uma resposta ao Kotaku, um representante disse que a Microsoft não pode impedir o jogador de comprar o game em outra região, e pelo console não ter trava de região, não deve aplicar sanções quanto a eles por jogarem o game antecipadamente.

Já no PlayStation 4, o jogo tem as legendas e menus em japonês! Ou seja: não tem legendas, menus e itens em inglês (e muito menos em português). Só o menu inicial do game está em inglês, e a dublagem, curiosamente, está em inglês, o que ajudaria um pouco no entendimento da progressão. Mas só se você tiver ouvido afiado pra conversar com os NPCs, mas como a série sempre deixava esse sistema de lado, não deve ter muitos problemas (mas lembrando que eu não posso comentar muito sobre o funcionamento de enredo e NPCs do jogo, por não ter jogado ele direito).

2) Eu não consigo avançar no jogo após a área inicial e não sei onde ir. Está tendo algum problema ou bug?

Não. No PS4 o jogo pode ser baixado em 2 partes (como a maioria dos jogos do console): você pode baixar a parte inicial do game, com cerca de 5 GB, e depois baixar ao restante, com 14 GB, enquanto você joga o início do game. Mas o jogador não conseguirá avançar para a segunda etapa do game, que exige o game completo instalado.

O jogo tem o clássico “sistema do Lordvessel”, ou, usando um termo mais popular: o travel, onde você será teletransportado para outra área presente no game, um pouco após o primeiro chefe. Se o jogador que comprou a versão digital e baixar só a primeira parte e sair jogando, então ele terá de esperar baixar todo o jogo pra progredir posteriormente.

3) Compensa comprar a versão japonesa?

Só se você estiver muito ansioso pra jogar o game. Pelo custo atual do jogo + conversão do dólar + dificuldades em comprar na PSN Store japonesa, a resposta é não. O custo pode ficar um pouco mais caro do que a versão oficial daqui do Brasil, que virá com legendas e menus em português. Se você quer ter uma experiência melhor com o game, com entendimento melhor do enredo, as descrições dos itens ao transicionar nas telas de loading/ressurreição no bonfire, recomendo esperar.

Mas se você tem proficiência no idioma japonês, aí não terá muitos problemas.

4) De qualquer jeito eu vou comprar o jogo na PSN japonesa. Tem algo que pode me ajudar na progressão?

Sim! Aqui entra alguns fatores conhecidos da galera.

  • Comunidade: você poderá acessar wikis e fóruns e acompanhar/interagir com a galera. No Reddit tem um subreddit apenas da versão japonesa, e tem tópicos no Neogaf e no Fórum do UOL Jogos, onde você pode acompanhar as discussões dos jogadores. Mas pode ter spoilers de chefes, áreas, entre outros.
  • Site com descrições dos itens: neste link tem os ícones de diversos itens do jogo, itens de chefes, etc, tudo em inglês. Aí basta usar a dedução e procurar o item específico lá, mas pode ser que você tenha alguma dificuldade, e esta página, aparentemente, terá mais ícones no decorrer das próximas semanas
  • Aplicativo do Google Tradutor pra celulares: esta dica é bem impressionante. O aplicativo oficial do Google pra celulares tem um recurso onde você pode tirar uma foto e o aplicativo detecta uma frase em japonês, com o jogador selecionando o bloco que desejar, e ele fazendo a tradução na hora. Claro que será necessário conexão com a internet pra usar o recurso, mas é de grande ajuda (foi assim que eu descobri a treta da Viagem rápida, já que a minha progressão estava “travada”.

5) Troféus em português

Sim senhor! A listagem oficial da versão está em português do Brasil! Lembrando que eu postei aqui a listagem em inglês e posteriormente irei colocar a versão traduzida também. Lembrando que, provavelmente, não terá listas de troféus independentes de versão (como era com o Demon’s Souls), então acho que tanto faz a versão do jogo que teremos uma listagem única.

_______

Por fim, tentei ao máximo possível não soltar spoilers neste post, pois a experiência da série Souls é da sensação de descoberta, recompensa e superação, além de você curtir ao chegar em uma nova área. Claro que isso entra em conflito com a nossa cobertura posterior do jogo, ainda mais com prováveis guias de troféus e dicas de sobrevivência, builds, equipamentos, entre outros.

Ainda to pensando em como achar um meio-termo para não prejudicar os leitores (já que eu tenho interesse em ajudar a galera, e os leitores fiéis que irão comprar o game), já que nas últimas horas vi um spoiler muito top da série (relacionado a uma das locações) que é bem impactante. Não irei comentar sobre isso, mas acaba sendo meio recomendado ficar meio longe da internet nestas semanas, até o jogo sair e dar uma pequena esfriada nessa parte. Alguns portais já postaram diversos vídeos de chefes e tem diversos streamers que compraram o jogo no Xbox One. Então recomendo assistir por sua conta e risco.

Relacionados e Publicidade