Pular para o conteúdo
Início » Indústria » Alemanha quer proibir comércio e criação de games violentos

Alemanha quer proibir comércio e criação de games violentos

Saiu uma notícia no Eurogamer que me deixou um tanto chateado: segundo eles, a Alemanha continua com a sua cruzada contra games violentos e eles querem proibir de vez a comercialização e a criação de jogos, em virtude dos acontecimentos recentes envolvendo violência lá, como “massacre cometido em Winnenden no passado mês de Março por um jovem de 17 anos” (segundo o site). Mais infos:

Alemanha quer proibir totalmente os jogos violentos

Tá, mas o que isso tem a ver com gamedev? Simples: estou vendo um retrocesso na parte de desenvolvimento. Proibir a criação significa gastos pras empresas internas migrarem para outros países e encolhimento do mercado interno. E também sou contra a proibição, já que quem deve proibir os jogos são os pais, e não algum órgão governamental que dite o que é melhor para os nossos filhos (ok, eu não tenho nenhum filho ainda, mas eu pensaria assim).

E pensar que isso está acontecendo com um país de primeiro mundo, na Europa, onde a gente sempre associa os países ricos a liberdades e facilidades que a gente normalmente não tem. Aqui tem políticos proibindo games a bel-prazer sem nem analisar o jogo direito (coisa que nunca vi acontecer em outros países de primeiro mundo antes da Alemanha), temos impostos enormes que mesmo que a gente reclame nada acontece (já que no exterior jogo é barato e incidem poucos impostos), e fico com medo de uma ação dessa vir aqui pro país. Será que uma Ubisoft abriria uma filial aqui no Brasil se proibisse a criação de games mais violentos (como um Splinter Cell ou um Assassins Creed)? Será que a gente (como um desenvolvedor indie ou dono de uma empresa de gamedev) teria de fazer as coisas na surdina e apenas lançar no exterior, e esquecer de vez o Brasil? Será que a gente teria de criar apenas games bonitinhos pra conseguir vencer, sendo que o que realmente vende mais nos consoles são games potencialmente violentos? Perguntas complicadas que eu espero não fazer caso isso aconteça.

Relacionados e Publicidade
Marcações: