Início » Gamedev » Analisando o RPG Maker

Analisando o RPG Maker

Hoje vou comentar um pouco sobre o RPG Maker, um dos softwares mais conhecidos pelos desenvolvedores indie. E um dos primeiros softwares que eu usei quando comecei a estudar desenvolvimento de jogos, além de ser um dos mais fáceis de usar.
Para quem não conhece, o RPG Maker é um editor simples de criação de jogos de RPG. Pelo que eu conheço do software, ele vai ajudar na criação de um jogo 2D onde a visão será “visto de cima”, como em Final Fantasy VI:

Imagem de Final Fantasy VI no Gameboy Advance. Fonte: Yahoo!

O editor é bem simples e não tem muito segredo. Uma das vantagens do software é que qualquer um consegue criar algo simples em muito aprendizado, já que aqui o usuário vai arrastar e soltar algum componente e inserir direto na tela, sem precisar programar linhas de código para fazer o jogo funcionar. Para quem for desenvolver um game simples de RPG o desenvolvimento é bem rápido e fácil:

Já a desvantagem é que como o software é muito simples, se o usuário quer se profissionalizar a criar um game com programação ou fazer parte de uma equipe média, ele terá de aprender a programar ou mesmo seguir numa área específica, como modelagem 3D.
Outro problemas é que o RPG Maker possui algumas limitações, o que pode limitar um pouco a criatividade do usuário, sendo que para ele conseguir criar um game do jeito que ele quer e ter mais liberdade o melhor é ele programar numa engine como o Allegro (que facilita pra quem for fazer games 2D) e criar os sprites por fora. É claro que o usuário pode buscar modelos de personagens e cenários prontos, mas pode ser necessário alterar os recursos para o projeto final e tem que analisar outros fatores, como os direitos autorais do recurso.
Para quem não sabe muita coisa de desenvolvimento de jogos, é uma boa tentar fazer algo simples usando o RPG Maker para ele ver como que seria o processo de desenvolvimento de um jogo simples, com um roteiro elaborado e definir como que será os cenários (para level design, a ferramenta pode ser muito útil!) e personagens. Mas se o estudante quer se profissionalizar e estudar pra valer, recomendo escolher uma área e se focar nela, como programação e/ou modelagem 3D.
Para terminar, vou recomendar alguns sites e tutoriais com recursos da ferramenta:

Relacionados e Publicidade