Início » Brasil Game Jam » Brasil Game Jam

Brasil Game Jam

Conforme noticiamos em julho, a terceira edição do Brasil Game Show, que irá acontecer dos dias 20 e 21 de novembro no Rio de Janeiro, terá como uma de suas atrações uma competição de desenvolvimento de jogos com patrocinio oficial da Sony. Agora foram divulgados mais detalhes sobre como funcionará a competição.

Para começar, serão 40 horas de duração (um pouco menos que as 48 previstas anteriormente) e apenas dez equipes poderão participar. As equipes serão formadas por três integrantes e obrigatoriamente estarão ligadas a uma instituição de ensino. É bom ressaltar que apesar do BGS começar oficialmente no dia 20, o game jam começa um dia antes.

A única ferramenta de desenvolvimento permitida será o Unity 3D, mas será permitido o uso de ferramentas gratuitas de modelagem e edição de imagens. Equipes que usarem ferramentas piratas serão desclassificadas.

Como em outras competições do tipo, o tema do jogo será sorteado na hora para evitar que alguma equipe tenha vantagem. Os jogos serão julgados de acordo com a inovação, trabalho em equipe, jogabilidade e acabamento. Os três integrantes da equipe vencedora irão ganhar um Playstation 3 e os jogos God of War 3, Uncharted e Gran Turismo Prologue, cada.

As inscrições vão até o dia 10/11 através do formulário disponível no site http://www.brasilgameshow.com.br/brasil-game-jam/.

Pra fechar, gostaria de deixar aqui alguns comentários sobre o Brasil Game Jam. Primeiro, parabéns à organização que está oferecendo prêmios razoáveis que realmente compensam o esforço. Pelos preços da Sony, os prêmios têm valor equivalente a R$ 2436 para cada participante, ou R$ 7308 no total. Perder um fim de semana em troca desses prêmios não parece uma idéia tão ruim assim.

Por outro lado, limitar a participação apenas de grupos ligados a instituições de ensino é uma bola fora. É claro que não faz muito sentido uma empresa entrar no game jam, mas sempre existem pessoas interessadas que não necessariamente são alunos de uma faculdade. No primeiro Global Game Jam, apesar de estar fisicamente em uma universidade a participação era aberta a todos e o resultado final foi muito interessante.

Também deixo minha crítica à obrigatoriedade do Unity. Apesar de ser uma ótima ferramenta, o Unity é voltado principalmente para jogos em 3D. Além de limitar as opções de desenvolvimento, a complexidade de usar uma ferramenta deste tipo pode ser bastante prejucial devido ao curto tempo da competição. Também é bastante injusto com quem não está acostumado com o Unity ou prefere outras ferramentas.

Relacionados e Publicidade