Início » Caso – Fieldrunners 2

Caso – Fieldrunners 2

Fieldrunners 2

Freemium – Conceito que define os jogos que são free-to-play mas que contém compras internas, normalmente que dão vantagens aos compradores. Com algumas poucas exceções, como Team Fortress 2, onde só é possível comprar acessórios visuais, que não dão vantagem, a maioria desses jogos tendem a beneficiar, e muito, os jogadores que costumam realizar tais compras.
Não costumo ver muitos problemas neste tipo de transação. O melhor exemplo de um freemiun extremamente funcional é League of Legends. É possível comprar praticamente tudo do jogo com o dinheiro ganho jogando. Normalmente o dinheiro real gasto são com itens estéticos, que não influenciam no balanceamento do jogo. Isso é um sistema muito legal, pois ajuda a desenvolvedora a melhorar o game cada vez mais, enquanto consegue mantê-lo no formato gratuito.
Porém, a pouco tempo me deparei com uma coisa nova. Fieldrunners foi um ótimo Tower Defense e sua sequência, Fieldrunners 2, não desapontou. Com ótimos gráficos, para o tipo de jogo, muitas torres e inimigos e uma dificuldade invejável, ele parecia ser o sucessor perfeito. Por um jogo tão completo, FR2 não deixou de cobrar o quanto valia. Quando você paga por um jogo, o que você espera? O jogo completo? Pfff.

Ao iniciar o jogo você se depara com toda a parte boa. Os gráficos, os inimigos, as torres, o sistema de ganhar estrelas por cada nível de dificuldade vencida nas fases. Tais estrelas são acumuladas para liberar novas torres. Até ai, ok, tudo muito bom, tudo muito bem. Mas ao iniciar uma fase e rolar entre as torres, você percebe que, no fim da lista, existem uma série de torres que podem ser compradas com as moedas ganhas no fim de cada fase. Então você pensa “Que legal, vou jogar mais, pra ganhar mais moedas, pra poder comprar essas torres! Yeah!” Então você vê o valor das torres, na moeda do jogo – 6.500 pela mais barata, vai até 40k ou 45k.
Beleza, bora jogar e ver quanto eu ganho por fase. No nível inicial (são três por fase) você raramente vai ganhar mais que 50 moedas por fase, levando uns 15 ou 20 minutos cada. Faça um cálculo simples – 6.500/50 = 130, 130 fases jogadas para COMPRAR a PRIMEIRA torre, levando 1.950 minutos ou mais de 32 horas! Levando em conta que são umas 10 torres que podem ser compradas, com preços que só aumentam, isso dá uma vida útil pro jogo de umas trocentas mil horas.

Ok, estou exagerando um pouco, mas você entendeu o que eu quis dizer. Na primeira versão de FR2, não era possível comprar moedas do jogo, mas logo eles liberaram essa opção, dando a desculpa de que eles não queriam fazer isso, mas os fãs insistiram muito. Sério? Sério mesmo? Nos insistimos muito para que pudêssemos gastar mais dinheiro em um jogo que já havíamos pago? Em nenhum momento ninguém questionou a quantidade de moedas necessárias para comprar as torres?
Subatomic, eu gosto de você. FR e FR2 são ótimos jogos, exemplos perfeitos de como um TD deve ser. Mas nos cobrar para abrir o jogo e depois para conseguir as ferramentas para jogar, é muita sacanagem. Acha que eu estou exagerando? Tente passar de qualquer fase somente com as torras normais na dificuldade “Heroic”. Tenta. Pode tentar. É IMPOSSÍVEL! Posso estar exagerando de novo, mas acho que tenho todo o direito de exagerar no que quiser depois que a Subatomic deu a desculpa mais exageradamente esfarrapada dos últimos anos.

[Imagens via Steam. Última imagem via Cult of Mac]