Pular para o conteúdo
Início » Diário Gamer » Diário Gamer 05 – As primeiras semanas com o Playstation 3

Diário Gamer 05 – As primeiras semanas com o Playstation 3

Ter um console desta geração em casa ou um PC de ponta é o sonho de qualquer gamer que esteja antenado com as notícias de games. Ter uma máquina poderosa que consiga rodar os novos games, poder testar e se divertir é muito bom, tanto para o ego quanto para a própria diversão. A escolha do Playstation 3 foi a mais óbvia: preço e não ter 3rls, mesmo que isso custe ter de comprar games só de vez em nunca e sobreviver de demos e de games mais baratos. Também tento aproveitar as promoções de games originais ou mesmo alugar e comprar games usados. Opções todo mundo tem e basta aproveitar quando surgir a chance.

A primeira coisa que muita gente pensa quando fica sabendo dessa aquisição é: bah, você deveria ter comprado com 80 GB! Sim, mas nenhuma loja de games daqui de Varginha ofereceria o aparelho a 1700 reais (700 reais mais barato que o Xbox 360 legalizado) com 8x sem juros no crediário. A maioria era 3x em cheque, e isso para consoles semi-novos (ou à vista). Ou então você poderia importar o videogame, sendo que uma variação do dólar pode aumentar bem o valor do videogame. Para mim, que mora no interior e recebo um salário modesto, era a alternativa mais viável comprar em loja de departamentos, mesmo que isso resulte em pagamento de juros. Sorte que pra mim não teve juros e ainda recebi um desconto.

Fora outros gastos que você acaba tendo: HUB por 60 reais. Quase 10 reais com 2 cabos de rede para conectar o Playstation 3 e o PC ao mesmo tempo na internet.  Irei comprar um teclado USB e um headset pra conversar quando se está jogando. Ter um console deste tipo é também ter gastos com internet. Algumas semanas atrás, depois de ter deixado o console várias noites baixando demos, dobrei a velocidade de conexão de internet pra economizar energia e não precisar mais deixar o videogame ligado durante a madrugada (gastando mais com internet banda larga). Isso também me facilitou para jogar online: em algumas partidas do LittleBigPlanet o lag é muito pequeno e tenho uma experiência praticamente em tempo real com outros jogadores. Em conexões mais modestas isso seria praticamente impossível e com isso eu teria de me contentar apenas em baixar demos. É claro que tudo tem um custo.

Custo: uma palavra que está sempre em primeiro lugar para um dono do Playstation 3. Tirando a PSN, que é gratuita pro jogador, as melhores coisas da PSN são pagas, que são, obviamente, os games completos. Tem deste o Linger in Shadows custando 3 dólares até mesmo o Gran Turismo 5 Prologue, que custa 40. Como aqui no Brasil tem os malditos impostos dos games, comprar um game pela rede se tornou uma economia astronômica: O Burnout Paradise, minha aquisição mais atual, me fez economizar mais de 100 reais, o que facilita muito para o meu bolso. Nada contra o governo cobrar impostos, mas do jeito que está? Eu torço pra que todo mundo que compre no exterior que não pague a maldita taxação de 60%, o que encarece demais o produto e comprar online, sem passar pela alfândega, é muito bom para o bolso. Esta semana mesmo o Steam fez algumas promoções impressionantes, o que está aos poucos acabando com as vendas de caixinha. Tudo bem que para certos games, vale mais a pena comprar com caixinha. Só que com os preços altos, comprar online está sendo uma questão de sobrevivência para os jogadores e até pras produtoras, que estão passando por momentos de aperto com a crise financeira.

Agora o que acho bizarro é ver o Call of Duty 4 (versão para PC) no Steam custando cerca de 50 dólares e podendo pagar 70 reais no Submarino. Nesse caso, não preciso dizer onde o jogador poderia adquirir o game e pagando menos, né?

Voltando ao Playstation 3, estas semanas estão sendo insanas. Primeiro, o Metal Gear Solid 4: mesmo numa TV comum o jogo é MUITO, MUITO (coloque x¹²³ muitos aqui) FODA: gráficos praticamente perfeitos, jogabilidade, enfim, não vou dissertar muito sobre o jogo, já que estamos preparando uma análise pra vocês, leitores. Só posso dizer que esta deverá ser a primeira aquisição para o Playstation 3 para quem for comprar o aparelho. São de 15 a 20 horas de muita jogatina num jogo praticamente perfeito. O Kojima virou pra mim o melhor diretor de games do mundo, conseguindo conduzir muito bem a sua equipe. Ele é FODA!

Outra aquisição recente e “muito barata” é o LittleBigPlanet. Leia este texto e você saberá o porquê do jogo ser o que ele é hoje. Apesar do hype, é um jogo praticamente infinito. Mesmo que você complete 100% do jogo, sempre terá fases adicionais, conteúdo pra comprar na PSN, etc etc. 250 reais podem ser poucos dada a quantidade de tempo que você irá gastar no jogo, mas obviamente eu gostaria de pagar menos por um game desses.

Obviamente nem tudo são flores: algumas coisas deixam um pouco a desejar, como as atualizações dos games. Tudo bem que elas são necessárias, mas custava pra Sony setar as atualizações para poder baixar em segundo plano? Explico: quando você baixa um demo qualquer, dá pra você usar o console enquanto o demo é baixado, baixando ele em segundo plano. Nas atualizações não: dependendo do dia e da hora elas demoram séculos pra serem baixadas. Enquanto digitava este texto estava baixando uma atualização pro Burnout Paradise. Foram quase 4 horas de download de atualizações. 4 horas sem poder fazer nada com o videogame, que está só por conta de baixar 3 atualizações gigantes (sendo que uma é de 254 megabytes e outra de 137). Fora o jogo, que é quase 4 GB e me custou 2 noites de download, mas se comparar com o Metal Gear Solid 4, é até um game “leve” em tamanho.

Fora o esquema de instalar os jogos: alguns, como o Metal Gear, come 4 GB pelo menos. Assassins Creed, 2 GB. Mesmo com um console com 160 GB de tamanho, chega uma hora que o HD não aguenta e aí será necessário apagar demos e games completos para liberar espaço para novos conteúdos. Nesse ponto eu sempre verifico o tamanho e esta semana mesmo limei do meu HD demos que não irei mais jogar, como o Heavenly Sword (o jogo parece ser bom, mas o demo é decepcionante, de tão curto que é…), H.A.W.X. e o demo do Burnout (seria burrice manter o demo do jogo que tinha comprado na rede). Tudo pra ter um pouco de espaço para poder baixar novos demos no futuro!

Pra terminar este texto gigante, pode-se dizer que estou bem satisfeito. Tudo bem que eu me lamento por não poder jogar alguns games pro Xbox (tem mais exclusivos), mas pelo menos agora posso jogar muitos games bons e esperar os games-hype, como o God of War III e o Final Fantasy XIII. O maior problema do Playstation 3 não é a pouca quantidade de games bons. É o preço deles aqui no Brasil. Só isso.

Relacionados e Publicidade