Início » Diário Gamer » Diário Gamer do meu irmão 01 – Metal Gear Solid 2 (no Hard)

Diário Gamer do meu irmão 01 – Metal Gear Solid 2 (no Hard)

Cheguei a prometer um Diário Gamer sobre a segunda parte de Metal Gear Solid 2, mas decidi deixar quieto já que como já devo ter passado da segunda parte da segunda parte (vou começar a segunda contagem de 400 segundos, logo após do Raiden ter dado um tiro na Fortune e o mesmo ir na testa do Vamp! E faz mais de 3 semanas que não jogo videogame!), preferi esperar e escrever uma análise do jogo. Isso vai esperar já que a minha opinião é a de sempre escrever reviews depois que eu termino o jogo.
Mas este post é para comentar um pouco mais da primeira parte (o Tanker, com o Snake), onde fiquei assistindo o meu irmão jogar no nível Hard. A primeira coisa que vem à mente neste nível é que na primeira vez que você é detectado, adeus jogo: Game Over automático. Outro detalhe é a ausência total do radar, o que torna o jogo mais desafiante. Ele tinha chegado na Engine Room, port, um local perto dos lasers do Semtex, onde você tem de destruir três sensores verdes para passar.

Toque nos raios e veja o que acontece!

Na primeira vez, ele estava conhecendo o caminho, e eu, como um bom irmão chato, fiquei dando dicas pra ele: detona na base da bala! Mas ele, como um cara bem teimoso, queria resolver tudo na base do enforcamento. Aí durante a caminhada, várias vezes ele foi detectado. A mais hilária foi numa escada, onde o cara viu e eu soltei um “Ele vai olhar escada abaixo!”, e ele, para escapar, se agacha na escada. Resultado: Detecção primária! Outro game over!
Beleza: ele chegou nos lasers, mas tinha um guarda chegando lá. De praxe, ele se escondeu no armário, mas como ele ficou na ponta, o cara desconfiou e abriu o armário! Resultado: mais um Game Over!
Passando pelos raios, no corredor antes de chegar no pronunciamento, aparece outros guardas, e só hoje reparei que um deles estava escutando música! Outra parte humorística do Kojima, um dos gênios da indústria de gamedev.
Também comentei com ele que estou escrevendo o relato dele e ele soltou algumas frases de efeito: “Escreve mesmo! Eu sou o bom no Metal gear!” E como ele se achou o bom, depois de um tiroteio entre Snake e alguns guardas, ele ficou reclamando: “Gastei muita Ration”. Como se ele conseguisse não gastar nenhuma no nível hard…
Agora, o que fiquei realmente com raiva foi ele ter descoberto um caminho secreto na parte do pronunciamento! Perto do projetor tem um alçapão, onde ele pode ir passando tranqüilamente pelos guardas, agachando no tubo de ventilação! E eu ralando lá em cima, quando passei por esta parte!
Este relato termina por aqui. Qualquer coisa, quando eu ver ele jogar e poder render um texto interessante, eu posto aqui.
[Imagens encontradas na galeria do jogo no UOL Jogos]

Relacionados e Publicidade