Início » PSP » Hands On: PSP Go

Hands On: PSP Go

DSC05974

É amigos, este que vos escreve, esteve recentemente fazendo aniversário, e para a minha surpresa, minha esposa, que sempre contribuí para o meu vício me presenteou com um PSP, e não um PSP dos antigos, o novo modelo já, o PSP Go.

Na verdade, quem escolheu o modelo fui eu, ela me levou na loja,  já que não entendia muito bem do assunto, e pediu que eu me fizesse a escolha dos modelos, e como eu acabei escolhendo o PSP Go, vamos aos pontos.

O 1º ponto levado em questão, foi levantado pelo próprio dono da loja, no quesito “destravamento”, como ele disse, o PSP 3000 tem sim o tal destravamento, mas é uma magica pra fazer, e você perde todos os recursos on-line do aparelho, e para alguns jogos mais novos, como o Gran Turismo não funcionava, já o PSP Go não tem. A diferença de preços entre os dois modelos era mínima, e se você pesa o pacote, você tem o PSP 3000 com um cartão de memória de no máximo 8 GBytes, enquanto o PSP Go, já vem com uma memória interna de 16 GBytes, e ainda expansível com cartão de memória, ou seja, até agora pontos para o PSP Go.

Talvez o ponto mais negativo é a ausência de mídia, mas vou comentar sobre isso mais a frente.

Um novo modelo de Portátil

O  PSP  Go é modelo que mais sofreu alterações no designer e tudo mais desde o lançamento do PSP. Já se percebe na ao olhar para o aparelho que esteticamente ele está muito diferente, ele está muito mais leve, pesando apenas 158g, cerca de 16% mais leve que o PSP Slim e em relação aos primeiros chega a uma diferença de 43%. O aparelho está menor, a bateria dele é mais leve e interna, não é preciso mais trocar pilhas para recarregar, basta plugar o PSP na tomada agora, a tela também está menor e não tem leitor de UMD, o que deixou o console portátil muito mais leve.

O detalhe da tela menor é interessante também, agora temos uma tela de 3.78” em vez da tela de 4.3”, ou seja perdemos 1,5 cm de tela, e se você pensar em começar a reclamar, a tela menor consome menos energia e a bateria do console acaba durando mais, por exemplo, ouvindo MP3 apenas, da pra ficar uns 3 dias ligados umas 8 horas sem precisar recarregar.

O designer está muito mais elegante, com a tela deslizante que esconde os botões do console, que agora ficam todos na parte inferior do aparelho.

Os Botões do aparelho

Apesar de estar lindo, os botões expremidos na parte de baixo geram um pouco de dificuldade no ínicio, ainda mais a gente que tem mãos um pouco “pesadas”, no começo, até acostumarmos a usar o aparelho, gera um desconforto, mas depois que você pega o jeito, percebe que é perfeito o posicionamento dos botões.

Os botões L e R, ficam atrás do console, e dão a impressão que vamos ficar raspando os dedos no visor levantado, mas que nada, é bem posicionado também. Infelizmente o PSP ainda conta com um analógico só, e neste novo posicionamente, depois de um tempo jogando ele cansa a mão, mas nada que detone a diversão de uso do mesmo.

E na parte de trás do PSP Go vem com duas borrachas que ajudam como apoio de mão e proporcionam maior aderencia na hora de empunhar o aparelho.

Qual mídia afinal ele usa?

Como eu disse anteriormente, ele não usa o UMD, nem tem o drive de leitua, e essa foi a aposta da Sony para o PSP Go, a distribuição digital de conteúdo, usando o comércio eletrônico da Playstation Store. Essa estretégia tem sido complexa para a Sony, por exemplo, algumas lojas europeias estão boicotando o aparelho, e eu ouvi em uma loja em um shopping aqui em São Paulo, quando foi procurar capinha para ele, que eles não iriam trabalhar com esse console, porque se compressem o console, não iriam comprar o game deles porque o jogo é só pela loja da Sony.

Indepentente disso, eu gostei do esquema, e apesar da loja on-line do PSP, contar com muitos títulos, eu não encontrei um que eu queria, por exemplo, o primeiro Metal Gear do PSP. No mais, a média de preço é boa, comprei dois jogos, o God of War: Chain of Olympus por $14,99 dólares, e o Abe’s Odissey, clássico do Playstatio 1, por $9,99 dólares. E os jogos de PS1 ficam ótimos no PSP. O problema são os lançamentos, os grandes lançamentos saem custando $39,99 dólares, preço que eu achei salgado por uma mídia on-line,  já comprei jogo do PS3 mais barato do que isso, mas, sempre está tendo promoções, então é só ficar esperto, e depois de algum tempo, os lançamentos caem de preço, então é só não ter pressa. E pra ajudar, tem bastante demos para se divertir.

Obviamente, que você precisa de internet para conseguir comprar os jogos, que podem ser baixados pela Playstation Store acessada pelo próprio aparelho, ou instalar em seu PC o Media Go e acessar a loja da Sony, comprar e baixar para o aparelho, ou mesmo comprar pelo PS3 e instalar depois no aparelho. Obviamente, que é preciso fazer aqueles esquemas para comprar na PS Store, como o www.entropay.com.

Inclusive a primeira compra gerou um episódio muito engraçado, comprei pelo PS3, e li no manual, “depois de fazer o download do game, conecte o PSP no PS3 e copie o game para o PSP”, e eu conectava o PSP, ia no game e não tinha opção de copiar, só de instalar. Depois de procurar na internet e todo mundo dizer a mesma coisa, é só copiar, é que caiu a ficha, você instala o game no PS3, e depois copia no PSP, no final do processo o PS3 pergunta se você quer manter a matriz no PS3 ou apagar.

Conectividade

O PSP Go vem com rede Wi-fi embutida, então se você tem rede sem fio, é só conectar na sua rede pra usar. Tem Bluetooth, que é uma mão na roda para conectar com o PS3 sem cabo, excelente mesmo. E não tem mais entrada padrão de USB, ele usa uma entrada própria agora, portando, cuidado com o cabo que vem, se você perder, vai ter que gastar em um novo, e é nesta mesma entrada que você conecta o aparelho para recarregar.

Outro ponto interessante é a conectividade do aparelho com o PS3, é possível usar o mesmo como um controle remoto do PS3 e acessar as funcionalidades do XMB, bem como a Playstation Store, e com o PSP Go podendo fazer isso via Bluetooth, não tem a limitação de estar ligado ao cabo.

Conclusão

É um console novo, com uma proposta inovadora, a distribuição digital de games, e sinceramente eu gostei, consegui comprar jogos bons por preços bacanas, e o valor agregado do resto está valendo muito a pena. Poder colocar meus mp3 no aparelho e ficar ouvido no trabalho é ótimo e tem bastante espaço, dá pra assistir videos nele, desde que convertidos para mp4.

O tempo de espera no dentista agora está bem mais divertido, estou enfrentando as hordas de Morpheus com um Kratos pra lá de nervosinho como sempre, enquando aguarda a sessão de tortura que irá começar mais a frente.

Gostei muito da escolha que fiz, e posso dizer pra quem quer comprar um PSP, invista neste aparelho que vale a pena, você vai ter mais espaço para a suas coisas, e poderá adquirir bons jogos por preços bem bacanas, e mesmo que quiser comprar um lançamento, ainda vai pagar mais barato do que se comprar a UMD por aqui.

UPDATE

Como o pessoal pediu, uma foto da parte de trás do console, com ele aberto:

Relacionados e Publicidade
Marcações: