Início » Diario de World of Warcraft » Impressões Iniciais: Irmãs perigosas e murlocs everywhere na Tumba de Sargeras | World of Warcraft Legion

Impressões Iniciais: Irmãs perigosas e murlocs everywhere na Tumba de Sargeras | World of Warcraft Legion

A Blizzard consegue surpreender em suas novas raides em World of Warcraft! Claro que a Tumba de Sargeras, que foi disponibilizada esta semana, já estava nos servidores de teste tem algumas semanas, mas como não sou muito fã de jogar o PTR (às vezes não sobra tempo nem pro jogo normal) eu só joguei ela direto na versão oficial, e na dificuldade normal nesta semana. Com 9 chefes, a lore até que está bem interessante, com os jogadores tentando impedir a invasão da Legião Ardente após a queda de Gul’dan e tendo de dar cabo dos perigos do antigo Templo de Eluna onde Aegwynn trancafiou a avatar derrotado de Sargeras. Um detalhe curioso é que eu tinha comentado sobre esse confronto em um antigo artigo que fiz para o UOL Jogos antes do anúncio de Legion, e agora a gente mesmo irá enfrentar o avatar em algum momento no jogo!

Mas uma coisa de cada vez! Até o momento consegui, com um pug, derrotar 3 chefes e ver pelo menos a quarta luta, contra as Irmãs da Lua.A primeira luta, contra Goroth, é aquela luta que não exige tanto dos jogadores, mas tem um misto de mecânicas de movimentação do Scorpyron com o Zakuun/Taecondrius (?!?). Para os DPSs, o jogador tem de sempre posicionar atrás dos pilares em 2 ataques específicos do chefe, mas os pilares não podem ser destruídos por completo, já que quando ele executa o

Para o segundo confronto, alguns amigos me perguntaram como consegui derrotar o segundo chefe num pug, por conta da troca constante de alvos. Aquele negócio: Discord pra que te quero! O voip foi essencial, o que pode se tornar um problema para quem não manja tanto de inglês, mas que também não é tão difícil entender as chamadas de trocas de alvo. Mas para coordenar isso pode ser um problema, e aí ter mais jogadores brasileiros no grupo, usando voip (como o Twitch Client, ou mesmo o aplicativo de voz da Blizzard) acaba sendo um plus.

Já a parte da jaula é bem confusa em um primeiro momento. Na primeira tentativa eu não sabia muito o que fazer e fiquei lá dentro alvejando o add, mas como ele tinha uma quantidade absurda de vida, vi que essa estratégia seria falha. Na segunda try do grupo reparei nos orbs que começaram a surgir e coletei eles, até dissipar completamente o Tormento e voltar de volta à luta. Bem interessante essa parte em termos de história pois os chefes querem que você “se redima” de seus pecados para ser absolvido e retornar ao confronto.

Agora a melhor luta até aqui foi o Harjatan. O monstrego invoca Murlocs durante toda a luta, exigindo muita movimentação por parte dos jogadores. Com eles aparecendo o tempo todo, era mais fácil para conseguir alvejar por ser caçador BM, mas provavelmente outras classes e especializações vão sofrer um cadinho caso eles sejam alvos do “Ataque Motivado” de um deles. Novamente o VOIP foi essencial para escutar os pedidos de um jogador para ficar stackado o tempo todo atrás do chefe, e com a sala ficando cheia de poças de água (que causam dano) a luta foi a mais visceral até aqui. Também foi a que mais teve wipes no grupo, até os jogadores conseguirem maximizar as movimentações e as mecânicas.

Drop de peça de set na primeira semana sempre é inspirador pra continuar a jogar

A raide em si é meio labiríntica. A localização da rota para chergar no Harjatan é bem confusa e, por mais que tenha um buraco com uma “escada” no salão central (criado após a luta contra o Goroth), dependendo da visão do jogador ele não acharia ela tão rapidamente. E em matéria de design, alguns locais são sensacionais:

Já as Irmãs da Lua….bem, ainda não consegui entender a habilidade Detonação Lunar, que wipou a raide em segundos:

A luta em si até que não aparenta ser tão difícil, mas achei interessante a corujona que aparece em determinado momento da luta. Só que o confronto não é muito incentivador por conta da tabela de loot, por não dropar peças de set e por já ter equipamentos melhores com a minha personagem. Talvez a relíquia do Comando para Matar” e o berloque Medalhão da Sentinela Maculada, mas as chances delas caírem são baixas.

Lembrando que é altamente recomendado sempre ler os guias das meninas do WoWGirl (em português) e no WoWHead (em inglês) para ir pegando as manhas das lutas. As primeiras trys sempre são mais difíceis, mas depois o jogador vai pegando as manhas. Claro que na próxima semana terá o localizador casual de grupos (Raid Finder/LFR) com a primeira ala da raide, voltada tanto para os casuais, quanto para quem sempre tenta drops de novos lendários. Pelos novos equipamentos lendários virem com ilv 970, além de peças de set (com chance de vir warforged) hoje o localizador se tornou uma opção extra para os raiders de plantão!

Relacionados e Publicidade