Pular para o conteúdo
Início » Site » Iniciando as atividades

Iniciando as atividades

Um blog com nome pessoal tem uma vantagem e uma desvantagem. Vantagem: é o teu site, e a possibilidade de alguém querer comprar o mesmo é praticamente nula. O site pessoal também serve como marketing pessoal: se você tem um blog e começa a ter uma certa notoriedade, isso pode facilitar no futuro.

A desvantagem é a profissionalização. Muitos blogs por aí são realmente bons e com conteúdo de qualidade, mas o maior problema é o nome próprio daquele site: muitos leitores iriam gostar de te ajudar com textos, e ficaria estranho um blog pessoal ter mais de um autor. Além disso, é o dono do site que acaba ganhando os créditos ou o próprio dono não gostaria de ter outras pessoas ajudando.

Baseando nisso, pensei num blog novo. Sei que no meu antigo blog pessoal eu foco os assuntos em algumas vertentes: gamedev (desenvolvimento de jogos), games, arte digital e projetos pessoais, além de postar ideias de cenários (level design) e game design.

Mas muitos leitores tem dúvidas: como que eu poderia criar um level design? Que dicas eu posso utilizar uma contrução de um personagem? Como texturizar um personagem? Que programas de edição de som eu posso usar e não ter um custo muito elevado pro projeto? Estas são dúvidas que este site novo vai tentar responder.

Algum tempo atrás, quando eu estava definindo o foco do meu blog, pensei em criar um blog pessoal só sobre gamedev. Deixar ele separado. Todo mundo sabe que um blog focado é melhor do que um genérico, já que no blog focado a publicidade é focada, os leitores fiéis se interessam mesmo pelo assunto, as empresas anunciantes podem ter mais rentabilidade, já que os possíveis visitantes vão ter os mesmos interesses…e outros. Num blog genérico, nem todos vão gostar de todos os posts.

Então perguntei na UniDev se o pessoal acessaria um blog só sobre gamedev e a maioria dos usuários responderam que sim. Hoje temos muitos blogs dedicados só para isso, mas algumas vezes não tem tantas atualizações ou alguns deles são mais pessoais. Depois de tanta reflexão, decidi abrir este site.

No BrPoint o Bruno comentou sobre as diferenças entre sites com mais pessoas colaborando e um site com apenas um autor. Lá fala que num site com mais pessoas consegue ter mais conteúdo do que apenas um autor, fora que com isso, dá pra ter vários assuntos relacionados e criados por especialistas. Aqui eu chamei, por enquanto, três quatro pessoas: o Diego Barboza, o Tiago Frossard, o Ricardo Rinaldi e o Djonata Krieser (deejay), e cada um deles é especialista num assunto: o Tiago gosta de game design, o Ricardo é arquiteto e tem conhecimentos de 3D e o deejay conhece Photoshop, Flash e foi o responsável pela logo do novo site. Também ficará para o deejay o layout do GamedevBR (além de ajudar com alguns textos). Outras pessoas poderão também entrar na equipe e enviar alguns textos!

Neste início não poderei remunerar os colaboradores já que o site está tendo gastos com hospedagem mensal e registro de domínio. E como o site precisa se pagar, só depois disso que poderei pensar num modo de remunerá-los. Se o site tiver um bom número de visitas, pode até rolar um salário fixo para quem estiver ajudando constantemente.

O site será exclusivamente de desenvolvimento de jogos. Posts sobre games terão de ter o enfoque voltado para isso. Também terá todos os assuntos relacionados com a área, como programação, inteligência artificial, game design, 3D. Além disso, toda a minha atividade de gamedev será mandado para cá, além do site ter notícias, resenhas, análises de games com enfoque em game design, dicas de desenvolvimento, e outros.

O sistema, obviamente, é o WordPress, o melhor sistema de conteúdo do planeta. O layout é temporário e estamos trabalhando num novo, onde a página inicial será bem parecida com a de um portal, e não num sistema de blogs, onde terá os posts em ordem decrescente.

O objetivo principal é melhorar o conhecimento da área de gamedev no país. Sei que tenho capacidade para aprender e para ajudar as pessoas. Além disso, ter um site sério e constantemente atualizado pode ajudar a abrir portas ou ter acesso livre em eventos. Já penso em fazer uma cobertura elevada do SBGames este ano aqui no blog, e quem sabe futuramente visitar empresas de jogos e conversar com os desenvolvedores. Também futuramente eu colocarei um sistema de currículos (isso não tem na UniDev…) onde as empresas e os profissionais podem se cadastrar e poder procurar profissionais na área, já que pelo que andei vendo no G1 as empresas não estão conseguindo procurar mão de obra qualificada no mercado. Talvez eles não estejam achando porquê o pessoal anda escondido ou os usuários não querem tentar se mostrar mais. Ou eles não estão visitando os fóruns e sites de jogos atrás de profissionais.

Por fim, tentaremos caminhar para ser um dos melhores sites de gamedev do país! Pode até ser difícil, mas com dedicação chegaremos lá!

Relacionados e Publicidade
Marcações: