Início » Game Design » Level Designer X Level Artist

Level Designer X Level Artist

Então eu descubro que existe uma diferenciação entre as funções de Level Designer e de Level Artist, apesar de que eu já sabia dessa diferenciação implicitamente. Explico: normalmente tem-se o game designer e as suas ramificações, como o character designer (que projeta personagens) e o level designer (projetista de locais. As fases). No character designer, por exemplo, o profissional define o design do personagem: define atributos físicos, psicológicos, história de vida, e outros. Então o designer pega a parte física (a aparência) e passa pro artista 2D: quero que você faça algo parecido com este design, com este tipo de roupa, com este tipo de cabelo, estas cores e etc. Depois esse artista pode passar o concept aprovado para o modelador e o mesmo já ir montando o personagem. Ou o character designer já passar estas especificações diretamente para o modelador.
No level design a situação é bem parecida. Eu achava que um bom level designer deveria necessariamente ser também um bom modelador. Nem sempre, já que, pelo que andei lendo neste post, deu pra entender que o level designer planeja a fase e o scripting dela. Ou seja, ele define suas diretrizes e os locais onde tem os eventos do local (como iniciar uma conversa entre dois inimigos num jogo de espionagem, por exemplo).
Já um level artist é o profissional da parte técnica. É aquele que vai usar um editor 3D para criar a localidade, setar texturas e, em alguns casos, até programar alguma coisa no level para testar algumas funcionalidades, como abrir portas (por exemplo).
Esta diferenciação acaba ocorrendo com mais facilidade em equipes médias e grandes, onde um game é feito por mais de 30 pessoas (só lembrando: o número é um chute). Em equipes pequenas (indie) normalmente o modelador acaba pegando tanto a parte de level design (ou o líder do projeto pode esboçar alguma coisa do cenário) quanto a de level art. Os programadores também podem ter algum conhecimento de level art para criar satisfatoriamente o cenário e fazer ele rodar com alguma coisa pré-finalizada, como setar colisões entre a câmera e os objetos e criar alguns movimentos de objetos diversos (como fazer uma porta abrir).
É claro que se um level designer souber bem desenho artístico (para esboçar o local), modelagem 3D (para criar o local), texturização (para texturizar o local) e detalhes mais complexos como ilumiunação e animação, ele com certeza será mais valorizado dentro da empresa e no mercado de trabalho.
Por fim, caso alguém queira comentar melhor sobre isso (ainda não tenho experiência na área, mas me interesso bem por ela), fique à vontade!

Relacionados e Publicidade