Pular para o conteúdo
Início » Artigos » O que esperar da próxima expansão de World of Warcraft

O que esperar da próxima expansão de World of Warcraft

World of Warcraft capa raide

Em abril será revelada a nova expansão de World of Warcraft, depois de Shadowlands. E foi em Shadowlands onde percebi um êxodo ainda maior de jogadores. Convenhamos: os sistemas e mecânicas que funcionavam anos atrás não funcionam mais. E os jogadores perceberam que o consumo de tempo no game se tornou menos recompensador.

Pois ainda não vi melhorias significativas na resolução do problema da frustração ao tentar conseguir as recompensas de end-game. Por exemplo um chefe de mundo: ocorrem as montagens de grupos com 40 pessoas em média, mas apenas uma parcela deles que conseguem algum equipamento. Nesta semana, por exemplo, apenas 8 pessoas conseguiram alguma coisa, fora que às vezes é difícil de perceber algum ganho real de evolução do personagem ao conseguir alguns equipamentos. Ou mesmo o sistema de conduítes, que, apesar de ter adicionado mais opções de gameplay, não parece ser tão recompensador.

E outra: os jogadores foram envelhecendo com o passar dos anos e a prioridade foi mudando. Pois “existe uma vida lá fora”. Peguemos a thread no fórum oficial de jogadores reclamando da taxa absurdamente baixa de drop do “foguetão do amor”. A montaria de uma masmorra do evento de Dia dos Namorados tem uma taxa tão baixa que se tornou uma piada, mas muitos jogadores ainda tentam conseguir, ano após ano. Dezenas de personagens por dia pra fazer a mesma masmorra (que até que dá pra fazer rápido), em praticamente uma mesma atividade, ao invés de tentar outras recompensas e modos de jogo. Quando o evento acaba, a frustração da perda de tempo da galera que ainda se dedica ao jogo.

Os desenvolvedores perceberam isso, mas comentaram que não daria tempo de mudar isso para o evento este ano. Será que veremos uma taxa melhor para 2023? Não apenas para o foguetão, mas para outras montarias e recompensas de raides antigas do MMO.

O hotfix de lembranças do Castelo de Nathria

Também tem a questão de conteúdos antigos que deixaram de ser recompensadores por conta da mudança de temporada. Por exemplo esta semana fizeram uma mudança para que os jogadores possam comprar as lembranças lendárias que dropavam do Castelo de Nathria. Com o lançamento da raide atual Sepulcro dos Primogênitos, praticamente não existem mais grupos tentando fazer as raides anteriores, por razões óbvias: muitos já pegaram os equipamentos de lá, os equipamentos ficam defasados e com isso a galera ainda foca na raide mais recente, atrás de recompensas, ou mesmo pra jogar com os amigos.

Ontem eu decidi fazer um teste e para evitar que eu gastasse Fluxo Cósmico pra comprar uma lembrança que eu queria montar um lendário, decidi deixar na fila pra enfrentar o Denathrius. Foram quase 2 horas e meia esperando, enquanto fazia outras atividades tanto dentro do jogo (por exemplo avançando em missões de Zereth Mortis) e fora do jogo (deixando o personagem “AFK” enquanto jogava Fortnite e Elden Ring no PS5) até conseguir um grupo. Consegui a lembrança, mas como era um chefe que a maioria já enfrentou, foi uma luta mais fácil.

Ainda assim o localizador atual continua quebrado. Com o sistema de tanques/healers e DPSs, tem horas que demoram 15 minutos a mais de 1 hora pra achar algum grupo, e sem ter incentivos pra fazer Nathria e o Sacrário da Dominação, tentar grupos para elas se tornou bem frustrante. Alguns jogadores “deixam na fila” enquanto fazem outras atividades, mas é algo que poderia ser mudado: ter opções casuais para poucos jogadores. Ou mesmo rever os sistemas de distribuição de funções e quantidade de jogadores.

Processo lento para obter equipamentos de ponta

Fazer raides atuais em “pugs de mural” se tornou uma série de “loterias”. Ter sorte de conseguir um equipamento para o seu personagem, ter sorte de conseguir uma peça de tier, ter sorte de, em caso de wipe, a galera não debandar do grupo, o que acontece com alguma frequência. O tempo necessário se tornou alto demais e por mais que hoje em dia tenha o sistema do cofre, equipar o seu personagem se tornou um suplício. Em algumas situações, o jogador só consegue 1 equipamento (ou talvez 2) a cada 5 chefes de raide, e para isso o jogador tem de tentar vagas de mural, enfrentar os mesmos chefes de novo, e de novo, e de novo.

Por exemplo para o Skolex eu optei por enfrentar de novo o Guardião Vigilante, já que era difícil achar grupos que já estejam nele (e quando aparecem os grupos, são grupos de pessoas que falharam ao vencer o chefe, já que teve em algum grau debandada de jogadores).

Até compreendo que o sistema meio que tenta “nivelar” todo o grupo pra que todos tenham progressão de equipamentos (isso em grupos fixos), mas em ambiente de pugs de mural, se torna frustrante perder um tempo enorme e sair praticamente sem nada de lá. Antigamente dava pra “acumular bravura” pra comprar um equipamento, mas hoje em dia se torna mais difícil. Felizmente teremos um sistema extra para criar os conjuntos de set, mas só depois de algumas semanas.

Até que o sistema de masmorras e pedras-chave se tornou uma boa opção para se equipar, mas esse sistema também tem falhas, sobretudo no engajamento. Diversos jogadores conhecidos não procuram mais fazer pedras-chaves de nível baixo, talvez por medo de influenciar no baú semanal (que normalmente pega os melhores resultados das masmorras míticas+ mais recentes) ou mesmo por não cair equipamentos interessantes.

Ou mesmo os caps de bravura, já que chega num determinado ponto que o jogador já não consegue mais pontos pra melhorar os próprios equipamentos caso ele queira melhorar algo pra tentar mais pedras-chave e ter uma dificuldade “aceitável”. E aí nem compensa perder tempo fazendo mais masmorras míticas, já que ele terá de esperar o próximo reset. Ou mesmo nem compensa melhorar determinado equipamento, já que existe a chance de ter algo pro mesmo slot, mas com ilevel melhor. E aí o investimento de tempo e de bravura é desperdiçado.

Opções gratuitas (e algumas pagas) dos concorrentes

A real é que hoje em dia tem muito mais opções de entretenimento que o jogador vai adotar, deixando de lado o World of Warcraft. O Gamepass da Microsoft (tanto nos PCs, consoles e cloud), jogos gratuitos como o Lost Ark, até mesmo games pagos como o Elden Ring se tornaram opções mais interessantes, que estão com uma quantidade enorme de jogadores. diários no Steam.

Hoje em dia o que ajuda mais o World of Warcraft a ficar de pé (a meu ver) é muito mais a questão da galera ainda se reunir para determinadas tarefas e atividades, mas quando grupos de jogadores decidem experimentar outros games, muitos acabam migrando. E o WoW está velho e é difícil de ver mudanças mais radicais. Mas com Microsoft tendo iniciado o processo de compra da Activision Blizzard, então provavelmente veremos muito mais mudanças tanto no WoW e nos outros jogos.

Nova expansão será anunciada em abril

A nova expansão de World of Warcraft será revelada em 19 de abril. Estou bem curioso para saber o que virá por aí, principalmente nas questões de localidades e melhorias nos sistemas de jogo. Pelo menos uma mudança se tornou bem aguardada pela comunidade: o “cross-faction” para atividades de grupo, onde jogadores da Horda e da Aliança poderão montar grupos únicos pra fazer raides, masmorras e outros conteúdos. Apenas que os conteúdos que montam grupos aleatórios que continuarão com jogadores da mesma facção.

Essa mudança sairá no patch 9.2.5, que deve sair nos próximos meses. Já a nova expansão, acredito que ela pode sair apenas no final do ano. Chuto entre os meses de setembro e dezembro. Eu espero que na nova expansão não consuma tanto o tempo dos jogadores, para que eles possam otimizar melhor o próprio tempo tanto dentro do jogo e para atividades fora dele.

Relacionados e Publicidade