Início » Desenho » Relato de um curso de desenho – Parte 02

Relato de um curso de desenho – Parte 02

Desenho Progressão Capa 01

Continuando a semana com posts decentes (alguns gigantes) aqui neste blog, vamos à segunda parte do meu relato do meu curso de desenho artístico, que já está chegando aos 6 meses. Alguns podem achar: 6 meses? Você já deve estar bom! Engana-se. Eu ainda não estou bom, já que o meu maior problema é que eu não ando treinando muito. Eu só estou desenhando mesmo durante as aulas, o que é errado, já que eu to gostando muito disso (qualquer coisa que não seja relacionado com Visual Basic e/ou sistemas comerciais clássicos é bom!), e eu deveria treinar em casa.

Nesta segunda parte vamos aos primeiros rabiscos. Como falei anteriormente, o professor precisava ver como estava o meu nível de coordenação, e isso se resume à força do traço. Então é necessário o aspirante a desenhista que ele tenha traços finos (além do básico, que é saber mexer com a mão), já que o que você mais vai usar será a borracha, e borrar o desenho pode ficar ruim. Tudo bem que para mim eu passaria o desenho pro PC e desenharia por cima, mas no começo eu vou apenas escanear os desenhos.

Então para treinar o meu nível de coordenação é necessário o estudante ir treinando pra valer:

Esse é o maior problema. A maioria quando vê isso (ou começa a fazer) pode acabar desistindo ou achando as aulas maçantes, já que todo mundo queria começar a desenhar igual um desenhista de verdade, o que nunca será assim. Curso de desenho é igual a qualquer curso de qualquer coisa: é necessário tempo para que a pessoa fique boa naquele negócio, além da própria disciplina para isto.
Obviamente fiz outros desenhos de coordenação, mas optarei por não postar aqui, já que é sacanagem eu ficar dando dicas aqui e tirando o ganha-pão dos professores. O meu objetivo não é ensinar a desenhar, já que não sou professor, nem quero ser.

Optei por escrever este relato para mostrar como que foi a minha evolução, já que quando eu postar os dois desenhos mais incríveis que já fiz aqui, posso animar em postar um desenho novo por semana e treinar de verdade. Quero me aperfeiçoar nisso, mas o problema é o tempo livre, e isso eu estou usando para outras coisas.

Vamos continuar: depois que fiz muitos exercícios, parti para desenhar alguns rostos não-realistas (obviamente copiando de outros desenhos, mas copiando com o desenho do lado, e não por cima ou usando papel-carbono!):

Nessa parte ocorreu algo curioso: como eu achava que para treinar era fazer muitos desenhos, eu os fazia rapidamente, e todos eles com defeitos (alguns bem grosseiros). Quando fiz uma folha inteira com os mesmos desenhos, então o meu professor me chamou a atenção, já que o certo seria fazer lentamente e ir consertando. Essa foi a lição mais importante até aqui, e só depois disso que comecei a melhorar aos poucos.

Para terminar esta segunda parte, mais alguns desenhos:

Na terceira parte, vou falar sobre perspectivas! Até lá!

Relacionados e Publicidade
Marcações: