Início » Ressaca de Carnaval e Mecânica de Bolhas

Ressaca de Carnaval e Mecânica de Bolhas

atom_sol 

Inicialmente gostaria de avisar a todos que estou bem, minha integridade física não foi comprometida e que os boatos sobre a minha morte foram um pouco exagerados.

Contando um pouco da história, estive durante os últimos 7 dias em Recife, minha cidade Natal, onde dividi meu tempo entre bebidas alcoólicas em grandes quantidades, refeições com a família e PS3 com os amigos. É sobre este último ponto que quero falar (mesmo porque o segundo não é algo muito interessante e o primeiro não deixou muitas recordações…).

Já ouvi de muitas pessoas a expressão “ninguém tem um PS3”, ou variantes da mesma. É uma posição arbitrária, claro, mas algo deve despertar este tipo de comentário, de forma que não irei discutir o que dá luz ao mesmo, e sim explicar um comportamento social muito interessante e que se aplica perfeitamente à guerra dos consoles: a chamada Mecânica de Bolhas.

Passando longe do significado cunhado pelas grandes e pejorativas bolhas .com e imobiliária (que deflagrou a crise mundial de hoje), o sentido de “bolha” aqui se resume a pequenos “conglomerados” ou “turmas”.

E o que a Mecânica de Bolhas tem a ver com consoles ex-next-gen? Tudo.

Video-games são, desde a concepção, uma atividade social. Não importa que uma grande quantidade de jogos só se desfrute offline e single-player, os jogos multiplayer são uma maioria e, mais ainda, a atividade social não se resume ao ato de jogar em si, mas também ao ato de discutir com outros amigos ou colegas jogos em comum para ambos e à troca/compra/empréstimo dos mesmos.

Estes fatores em conjunto são triggers para as chamadas bolhas de usuários, onde um pequeno grupo de forma dando preferência a um produto dentre os concorrentes, e a bolha cresce com um maior número de usuários também optando por este mesmo produto, consolidando-o daquela região geográfica ou mesmo na região social (se for necessário, eu explico esse termo).

E é justamente onde eu abro espaço para discutir mais um aspecto da questão de qual é o melhor videogame de todos os tempos: salvo excessões, o melhor vídeogame é aquele que tem uma maior bolha (ou grupo de usuários) próximo a você.

Meu caso em particular é a excessão que confirma a regra, pois eu fui o primeiro de um grupo social que faço parte a adquirir um PS3. Talvez seja falta de modéstia, mas numa análise superficial, fui eu quem dei origem a um grupo de usuários de PS3 em Recife (mesmo morando em Campinas/SP!). Durante este carnaval, haviam 4 pessoas, entre parentes e amigos, com quem eu poderia contar para me aproveitar de seus consoles Sony. Por outro lado, se eu quisesse jogar 360, teria que recorrer a um único colega, de quem nem sou tão próximo assim. Já o Wii, pasmem, não há conhecido meu na cidade que tenha um, pois o único que havia vendeu o seu para adquirir um PS3. E se isso não serve de exemplo para ilustrar o poder da Mecânica de Bolhas, não sei mais o que serviria.

O fato é que a idéia de que “ninguém tem um PS3” pode ser originada por alguém que esteja, mesmo sem perceber, imerso em uma bolha de Wii ou de 360, de forma que uma afirmação mais precisa seria “ninguém próximo a mim tem um PS3”. É completamete desnecessário deixar claro que este não é um post Sonysta: essa mecânica funciona em qualquer produto que seja um concorrente da categoria.

Outros exemplo onde tal mecânica pode ser observada, com maior ou menor intensidade, são:

  • Telefonia móvel celular (se todo mundo que eu conheço tem um celular da Trim ou da Olá, porque eu vou pegar um da Óbvio ou Morto e pagar mais caro?);
  • Computadores (especialmente observável em bolhas de Macs e sistemas operacionais como o Linux);
  • Outras modas com algum fator social.

Então, caros colegas, quando forem fazer uma declaração a respeito de quaisquer serviços ou produtos que sejam passíveis de funcionar com uma Mecânica de Bolhas, certifiquem-se de olhar do ponto de vista macro e perceber se aquela afirmação é realmente verdadeira, ou se ela se aplica somente em um microcosmo onde você está inserido.

Afinal, do meu ponto de vista, ninguém tem 360 e todo mundo que compra Wii acaba vendendo pra pegar um PS3, que é o vídeo-game mais bem-sucedido desta geração.

Relacionados e Publicidade