Pular para o conteúdo
Início » Games » UPlay Vs Steam e a burocracia na hora de jogar

UPlay Vs Steam e a burocracia na hora de jogar

Rayman Legends KeyArt HD

Vi essa montagem algumas horas atrás e ela resume bem do porquê o Steam ser a principal loja de jogos da atualidade, mesmo com a concorrência correndo atrás das melhores maneiras possíveis:

Talvez a questão maior seja justamente do Steam ter se “integrado” de maneira melhor do que as outras. Eu não fico abrindo a UPlay pra jogar, só ocasionalmente, e aí vem toda a questão de updates e da loja ser um pouco confusa pra achar os jogos. O Origin só abro de vez em nunca pra ativar jogos gratuitos, mas tem o Need For Speed: Rivals que eu tenho de jogar por lá. O Steam não: ele inicia quando o computador inicia, ele faz um download de uma atualização automaticamente e quando o jogador quer, ele só executa o game uma vez. Só na hora da primeira execução que ele configura os arquivos, deixando as coisas bem mais práticas. Quando o jogador tem uma internet potente ele nem percebe o download do update de algum jogo, pois normalmente ele acaba fazendo alguma atividade inicial no PC antes de jogar, como checar e-mails, abrir o Facebook, etc.
Só que a tendência agora é essa: das lojas terem suas próprias lojas pra fugir um pouco de passar alguma parcela de faturamento pra Valve na venda de algum game ou DLC. O Origin também está indo muito bem com a questão dos Game Times e do programa “Por Conta da Casa” (com jogos gratuitos ocasionalmente) pra tentar concorrer com o Steam, e a Ubisoft não tem muitas iniciativas pra divulgar mais a loja por aí (e convenhamos: beta fechado do The Crew não ajudou muito…). E olha que ela tem uma boa base de jogos internos pra poder fazer uma promoção assim, e certamente os jogadores olhariam com mais carinho essa parte.

Relacionados e Publicidade