Pular para o conteúdo
Início » Eventos » XNA Gamefest 2008 – Introdução da cobertura do evento

XNA Gamefest 2008 – Introdução da cobertura do evento

Já estou de volta a Varginha e decidi começar com o relato da cobertura do XNA Gamefest 2008, o meu primeiro evento que participei e que valeu a pena. Primeiro que teve uma quantidade enorme de pessoas (segundo dados não oficiais, entre 1700 e 2 mil pessoas), auditórios e palestras lotadas (a de Game Design com o Roger Tavares deve ter tido pelo menos umas 200 pessoas. Eu também não imaginaria uma quantidade dessa de pessoas numa palestra de um assunto que a maioria dos desenvolvedores continua ignorando em fóruns, que é o game design), muitos prêmios simples distribuídos por sorteio (pena não ter ganhado nada…), Xbox 360 com vários games pra jogar (joguei Guitar Hero e vi que preciso treinar muito antes de tentar jogar de verdade), ter visto várias pessoas conhecidas do meio ao vivo (como o chefão da Ubisoft Brasil, que ministrou uma conferência impressionante, o Roger Tavares que tem muito carisma e o Alex Oliver, que deu uma aula de anatomia que me fez começar a repensar o meu curso de desenho…), além de ter conhecido pessoalmente alguns usuários de fóruns de discussão, como o Pérsio Flexa, os amigos dele, o Eric Draven (moderador da UniDev) e a Alissa Bates.

Bom, como o evento foi um despejo enorme de conhecimento na minha mente, decidi fracionar a cobertura do evento em vários posts para não ter um texto gigante e para ir comentando aos poucos. Eu não vou apenas comentar sobre como foi o evento. Vou tentar também, dependendo da minha disponibilidade, comentar sobre os assuntos propostos em posts, com fotos dos slides.

Por fim, fique com algumas fotos do evento (abaixo). Mandarei mais fotos depois, junto com outros artigos. De qualquer jeito, parabéns aos organizadores e a Microsoft por ter bancado um evento desse porte. Espero que tenha mais eventos desse, já que só num evento assim pra reunir pessoas que tem o mesmo interesse que você, discutindo assuntos técnicos sem medo de ver uma fisionomia “não entendi nada do que você está comentando…”, comum quando você tenta comentar sobre isso com pessoas de fora da área.

Explicando algumas fotos: a fitinha amarela serviu para que a gente pudesse circular no evento (alguns locais tinham seguranças e caso a fitinha se perdesse, você teria de arrumar outro quilo de alimento. É como se fosse um comprovante de ingresso); na segunda foto eu sou o cara de óculos (o outro é o Pérsio Flexa) e as outras fotos são das palestras e de alguns locais.

Relacionados e Publicidade