Início » Capcom » Acionistas da Capcom liberam a empresa para compradores

Acionistas da Capcom liberam a empresa para compradores

Capcom Art - Franquias

Segundo o Gamasutra, em uma reunião recente de investidores, os acionistas da Capcom votaram para a não renovação das “defesas” de aquisição da companhia, onde agora a Capcom poderá ser adquirida por outras empresas que possam comprar grandes quantidades de ações. Muitas empresas tem defesas contra a possíveis ofertas para que outra empresa ou grupo de investidores possam negociar a aquisição, e muitas empresas usam diversas estratégias para bloquear que um grupo ganhe o controle da empresa após uma compra massiva de grandes quantidades de ações.

A Capcom iniciou as suas contramedidas nesse sentido em 2008 com votos dos acionistas. E em comunicado, a empresa comentou o seguinte:

Despite of non-approval of Renewal of Takeover Defense at the 35th Ordinary General Meeting of Shareholders, Capcom will continue to focus on further preserving and enhancing corporate value and common interests of its shareholders. If there is any large-scale purchaser of Capcom stock, we will react to make necessary measures within the admissible limits of applicable laws and regulations. In addition, we will react to take steps to ensure disclosure of the position of the board of directors and other information and that there is sufficient time for shareholders to examine the proposed large-scale purchase and reach a decision.

Em tradução adaptada:

Apesar da não-aprovação da Renovação de Defesa de Aquisições da 35ª Reunião Geral dos Acionistas, a Capcom continuará no foco em preservar e melhorar ainda mais os valores e os interesses comuns dos acionistas. Se tiver um grande comprador em larga escala para adquirir a Capcom, nós iremos reagir para tomar as medidas necessárias dentro dos limites admissíveis das leis e regulamentos aplicáveis. Em conjunto nós tomaremos medidas para certificar que os acionistas tenham acesso a posição da diretoria em relação ao assunto, informações adicionais e que exista tempo suficiente para decidirem em relação a compra ou venda proposta.

Ou seja: a empresa pretende continuar seus esforços para continuar ativa!

Agora vamos as especulações básicas: se uma empresa como a Capcom pode iniciar a oferta de ações e vendas para potenciais compradores, fico imaginando quais seriam potenciais compradores, e certamente as compradoras estão mais interessadas nas franquias e marcas de suas principais séries, como a série Street Fighter, Monster Hunter, DmC Devil May Cry, e outras. Certamente queremos ver a empresa lançando jogos multiplataforma, pois se uma first-party adquirir ela, os próximos jogos poderão ficar exclusivos para uma plataforma, deixando muita gente na mão.

Segundo o UOL Jogos, a Capcom teve um bom desempenho em 2013, mas não estamos vendo blockbusters altamente esperados nos próximos meses. Dos jogos mais potentes, o Ultra Street Fighter IV foi lançado nos últimos dias, e só tem o Deep Down no PS4 que chamou a atenção dos jogadores hardcore, além da versão para PC do Dead Rising 3, que poderá ajudar bastante a empresa aqui no Ocidente. Pelo lado oriental ela tem a franquia Monster Hunter, uma das franquias mais poderosas do Japão, onde a produtora também está lançando uma versão para o iOS e tem o Monster Hunter Online na China, atualmente na terceira fase do beta fechado. O mercado asiático é altamente importante, pois, segundo esta outra matéria do UOL Jogos, “de 2013 para 2014, os números movidos pelo setor aumentaram para US$ 81,5 bilhões, US$ 6 bilhões a mais que no ano anterior, e 82% desse dinheiro vem do mercado asiático.”

[Créditos da Imagem – PlayStorm – Agradeço a ajuda do Lucas Moura com a tradução do comunicado oficial!]

Relacionados e Publicidade