Início » Duke Nukem Forever » Milagres acontecem: Duke Nukem Forever ressurge das cinzas

Milagres acontecem: Duke Nukem Forever ressurge das cinzas

Depois de 13 anos de desenvolvimento, enrolação e até mesmo um cancelamento, eis que das cinzas se levanta Duke Nukem Forever e chega para chutar as bundas de todos. Para a surpresa de todos, o que ninguém realmente esperava aconteceu, e que parecia totalmente improvável aconteceu, ele apareceu como um demo jogável para consoles e PC no PAX 2010, trazido pela Gearbox. E depois de ver notícias por todos os lados, em sites nacionais e internacionais, da pra dizer ainda que ele não mudou nada, é o mesmo Duke Nukem de sempre.

O jogo continua cheio de piadas, cheio de referências sexuais e machismo extremo. Duke Nukem Forever voltou ao estilo clássico, é um “First Person Shooter”. O demo apresentado começa com uma visão em terceira pessoa de uma privada, e você tem apertar os botões para fazer o Duke urinar e começar a demo. Você está em um tipo de vestiário de futebol americano, com uns caras se preparando para enfrentar um monstrengo em campo.

O jogo tem tudo que esperamos de um Duke Nukem, em certo momento salta um “Hail to the King, Baby.”, e depois de matar alguns inimigos, soltar a frase “Those alien bastards are going to pay for shooting up my ride.”. Isso é definitivamente Duke Nukem em seu melhor.

Quando você sai da área do vestiário, você passa por alguns corredores onde aliens  e soldados estão se enfrentando. E já mostrando vários efeitos do jogo, e nesse ponto é importante perceber, apesar dos efeitos fantásticos, não é nada excepcional e inovador, é algo que já vimos em vários jogos por ai.

Quando você entra no campo, as coisas começam a ficar mais impressionantes. O monstrengo acima está esperando você para um bate-papo. Você se arma com uma arma poderosa e que ocupa ambas as mãos. A energia segue o esquema regenerativo e a tela vai ficando vermelha conforme você toma pancada, e você tem que se impor no dialogo com seu novo amigo ai. E ainda rola um momento “Finish Him”, quando depois de derrotar a criatura, aparece para você finalizar o inimigo e fazer um “field goal” e lá vai o olho do monstrengo para o gol.

Então o demo corta para o logo de Duke Nukem Forever, e como se tivessemos jogando um videogame na pele do Duke. Ele tem um controle de Xbox 360 dourado com os botões renomeados para D U K E. E aparecem então duas “mocinhas” vestidas de colegial, uma está se levantando e limpando a boca (hahaha, vejam as imagens da galeria), então a outra pergunta:

“What about the game, was it any good?” ela pergunta.

“Yeah, but after 12 fucking years it should be,” é a resposta, inacreditável, eles ainda se aproveitam de toda enrolação para se zoar no jogo.

Então o jogo muda para o Level 15, que começa com o Duke dirigindo um jipão, daqueles off-road, descendo um Canion com uma nave acima, e pode-se usar o jipe para passar por cima dos inimigos, e depois de um tempo, você desce do veículo e vai no melhor estilo de um FPS fazendo seu caminho.

Mas e quando é que vamos por a mão nesta pérola, nem que seja o demo apresentado, ainda não sabemos. Mas ao menos o jogo está sendo prometido para 2011 para PC, Xbox 360 e Playstation 3 pela Gearbox Software e a 2K Games.

Para aqueles que não conhecem a lenda de Duke Nukem Forever, este jogo era para ser a continuação mais ainda absurda do clássico Duke Nukem, e um divisor de aguas e tecnologia. Para aqueles que conhecem e a quase 13 anos acompanham a história, percebo que não tem muito inovação não, é um FPS com a tecnologia atual, mas o principal, é Duke Nukem devolta e em forma. E minhas palmas ao pequeno milagre feito pela Gearbox Software, pois depois de todos os percalços, um jogo que está em produção desde 1997, o jogo está muito bom, e temos ao menos 15 minutos jogáveis de algo que com certeza é muito maior.

Confiram os vídeos com o gameplay do demo:

E se você caçar no Youtube, vai achar muito mais coisa e muito mais cenas do gameplay. E vejam as imagens:

[nggallery id=240]

[Via: 1up, Joystiq, Kotaku,

Relacionados e Publicidade