Início » Assassin's Creed - Unity » As configurações mínimas de Assassin’s Creed: Unity no PC pedem um PC realmente potente

As configurações mínimas de Assassin’s Creed: Unity no PC pedem um PC realmente potente

Assassin's Creed - Unity - Tiro no Templário - Paris

Se o que foi divulgado esta semana no blog oficial da Ubisoft se confirmar, será a primeira vez que terá um jogo que não rodará no meu PC “custo-benefício”, pois as configurações de Assassin’s Creed: Unity pedem um computador realmente potente. Vejam:

Sistema Operacional com 64-bits obrigatório

Sistemas Operacionais Suportados: Windows 7 SP1, Windows 8/8.1 (apenas versões 64bit)

Processador
Mínimo: Intel Core i5-2500K @ 3.3 GHz or AMD FX-8350 @ 4.0 GHz ou AMD Phenom II x4 940 @ 3.0 GHz

Recomendado: Intel Core i7-3770 @ 3.4 GHz ou AMD FX-8350 @ 4.0 GHz ou superior

RAM
Mínimo: 6 GB

Recomendado: 8GB

Placa de vídeo
Minimo: NVIDIA GeForce GTX 680 ou AMD Radeon HD 7970 (2 GB VRAM)

Recomendado: NVIDIA GeForce GTX 780 ou AMD Radeon R9 290X (3 GB VRAM)

DirectX: Version 11

Sound Card : Placa de som compatível com DirectX 9.0c e tendo todos os drivers

Espaço Necessário no HD: 50 GB de espaço necessário.

Periféricos Suportados: Teclado e Mouse compatíveis com Windows, joystick opcional

Multiplayer: 256 kbps ou superior de conexão com a internet.

Placas de vídeos suportadas a tempo do lançamento
NVIDIA GeForce GTX 680 ou superior, GeForce GTX 700 series; AMD Radeon HD7970 ou superior, Radeon R9 200 series
Nota: Versões dessas placas para notebooks e laptops podem funcionar, mas não são oficialmente suportadas.

Tenho de admitir que a configuração mínima ainda está difícil de digerir. Ano passado, quando troquei de PC, eu apenas comprei uma placa GTX 650 por conta de custo-benefício, e nunca pensei que ficaria defasado tão rapidamente. Quando estava vendo as configurações mínimas dos jogos recentes ainda pedindo GTX 460 ou um pouco acima, eu estava “de bem com a vida”, pois, apesar de curtir ver visuais bonitos nos games, eu não me preocupava tanto com isso, e queria apenas jogar normalmente (e em muitos jogos conseguem ficar bonitos no meu monitor de 17 polegadas, e nem me preocupava tanto com Full HD).
Outro detalhe é que vi o game rodando na Brasil Game Show 2014 no Xbox One e fiquei desanimado, ao ver que o travamento de resolução em 900p (algo que está gerando bastante polêmica) deixou o game um pouco feio quando joguei por lá. Se em 2015 ver que os games estarão pedindo configurações realmente altas, será mais barato comprar um PS4 primeiro e depois trocar a placa de vídeo, e já partir para a 780. O colega Lucas Moura comentou que ele gastou R$ 2300 na GTX 780Ti no rio de Janeiro, mas tem vendedores e lojas que normalmente pedem em torno de 3 mil reais só pela placa. E pensar que achava o preço do PS4 caro.
Vamos esperar o desenrolar dessa treta e o lançamento do jogo. O que ainda me dá esperanças é a última parte das specs divulgadas acima, onde eles podem otimizar o jogo para placas mais fracas. Ou esperar um modder fazer isso, já que ultimamente muitos jogadores andaram fazendo o que as produtoras não fizeram direito: arrumar os jogos por conta de falhas de desenvolvimento. Em Dark Souls tivemos problemas de poucas opções de resolução, e em Watch_Dogs os jogadores conseguiram “destravar os gráficos da E3”, tendo visuais bem impressionantes. Vamos esperar pra ver.

Relacionados e Publicidade