Início » Diário Gamer » Diário Gamer 15 – Ninja Gaiden Sigma 2 (Playstation 3)

Diário Gamer 15 – Ninja Gaiden Sigma 2 (Playstation 3)

Ninja Gaiden Sigma 2

Na semana passada a PSN japonesa foi a primeira a receber uma demonstração da versão PS3 de Ninja Gaiden 2 (lançado para o Xbox 360), agora com o nome de Ninja Gaiden Sigma 2. Quanto às novidades presentes no jogo está na questão de ter novos personagens e de poder jogar de forma cooperativa, um recurso que está neste demo e que ainda não testei. Aliás, este demo compete com o Call of Duty World at War no quesito de “melhor demo que eu já joguei no Playstation 3”. Temos pelo menos de 1 hora a 1h30 minutos de gameplay em média, num jogo que tem o mesmo estilo da série God of War e do Devil May Cry.

A primeira coisa que tem de levar em consideração são os possíveis motivos da Tecmo lançar o demo primeiro na PSN japonesa. O que eu baixei tinha várias opções de idiomas e dublagens, e obviamente escolhi a opção inglesa. Se já tem algo assim o demo não poderia ter saído em todo o mundo de uma só vez? Cada coisa, viu…enfim, com a opção de se colocar em inglês o jogo ficou mais fácil de entender e de jogar. É claro que se fosse apenas em japonês eu tentaria me virar, mas seria mais difícil curar um personagem.

Outro detalhe importantíssimo a se comentar é que o demo é salvável. Isso mesmo: durante as duas missões que joguei (eu não testei a parte coop) você pode salvar durante a fase e se curar. Só não testei se o save no meio da fase funciona, mas depois que você completa as duas primeiras missões o demo já fica “destravado”, o que facilita pra testar o demo em mais de um dia e não ter de começar tudo de novo. No começo você só tem o Ryu, e joga na primeira fase do Ninja Gaiden 2, em Tokyo. Não mudou praticamente nada: o mesmo enredo (alguém rapta uma moça loira e ele decide ir atrás) e as mesmas coisas que eu fui vendo quando testei no Xbox 360 ano passado. A maior diferença fica por conta da violência: o jogo tem decepações de membros mas nesta versão a Tecmo deu uma amenizada: quando você corta um braço, o mesmo fica azulado e brilhando na parte onde deveria ficar vermelha: o sangue cai no chão mas em menor quantidade e quando o cara morre aparentemente fica só a roupa com um volume no chão. Como você enfrenta ninjas, quase sempre você tem de decepar a cabeça, pá que se você tira um dos braços o inimigo pode usar o outro. Você tem de esperar aparecer um power-up aparecer, já que se isso não ocorrer é melhor você continuar batendo no inimigo. E são muitos inimigos que aparecem, e quase sempre em bando de 3 inimigos no mínimo. Isso aumenta e muito o nível de dificuldade do jogo: para o Ryu parece que o demo tem 3 níveis de dificuldade, e no primeiro eu consegui ir até o fim. No segundo eu tava conseguindo caminhar na fase mas os inimigos ficam mais insanos. O terceiro nível eu não joguei mas só iria fazer caso eu tenha o jogo final, atrás de algum troféu pra completar os troféus de platina. Aqui o jogo promete ficar terrivelmente insano e dificílimo, o que mostra que o jogo não é só apertas os botões sem parar: você tem de saber jogar pra não se ferir muito.

Quando você termina a primeira parte com o Ryu (com direito a chefe de fase) o jogo destrava a parte de Ayane, uma ninja com roupas roxas e com uma “borboleta” nas costas, num lugar parecido com a Europa. Aqui o ponto onde os jogadores irão se lembrar mais é do polêmico recurso do Sixaxis onde você pode ver os peitos se mexendo. Pra ser sincero achei um pouco estranho fisicamente, além de que pra você conseguir ver tem de aproximar bem a câmera e deixar a mesma posicionada. É claro que os pervertidos de plantão vão adorar este recurso. Quanto à moça, ela é tão letal quanto o Ryu e os dois tem golpes comuns e golpes com magias.

Da parte da jogabilidade, ela é satisfatória mas cai no mesmo problema dos beat’em ups e dos jogos de ação extrema como Devil May Cry e God of War: pra quem não está acostumado a mão cansa depois de alguns minutos e começa a doer. Como nas batalhas o ritmo é frenético isso acaba puxando mais da jogabilidade, que é satisfatória. O ruim acaba sendo a câmera, que é livre e que algumas vezes esconde inimigos que correm na sua direção e que você não vê. Nesse quesito os God of War acabam ganhando já que a Sony inteligentemente tirou o controle da câmera do jogador e a mesma é sempre posicionada estrategicamente onde você consegue ter uma visão total da arena. Em alguns games a câmera livre acaba ajudando e em outros não. Pelo menos dá pra reposicionar a câmera, mas você mal irá se lembrar disso enquanto jogar o demo. Arrumar a câmera pra tentar achar inimigos é ruim e faz você se desconcentrar.

Da parte gráfica o jogo é satisfatório e tem poucos serrilhados, Os cenários são bem trabalhados, mas acabam sendo simples. E são pouco destrutíveis, mas isso não é um problema. O jogo é extremamente linear com poucos desvios de rotas, mas não sei como que será o jogo final e nas outras fases que não cheguei a ver. Neste tanto para Ryu quanto pra Ayane é uma via de mão única. Só achei os lobisomens (no modo da Ayane) meio pobres graficamente.

Da parte de efeitos sonoros e música de fundo a parte da Ayane dá um show à parte na música. Já as vozes são satisfatórias e tem uma boa dublagem. Os movimentos das armas e o choque com a parede aparentam ser bem críveis, mas tem de ter um ouvido apurado e como disse antes, você mal vai prestar atenção nos efeitos sonoros. Só na música de fundo mesmo.

Agora vem a questão mais importante: vale a pena adquirir? Vale. Eu gostei do demo e com certeza este jogo entrou pra minha lista de compras. Como no momento ando alocando os meus recursos para outros games, este ficará na “espera” junto com o Brutal Legend e games já lançados (Killzone 2, Street Fighter IV…): irei comprar só no ano que vem ou quando surgir alguma promoção que barateie o jogo. Pra quem gosta de games de ação o jogo é uma ótima pedida, e como nesta quinta-feira existe a possibilidade do demo sair na PSN americana será uma ótima oportunidade pra baixar e testar. O demo tem apenas 700 MB e os produtores conseguiram colocar uma quantidade boa de conteúdo em pouco espaço.

Ninja Gaiden Sigma 2 sairá no dia 29/09 segundo este post do Meiobit Games (que tem outras datas de outros games).

Relacionados e Publicidade