Pular para o conteúdo
Início » Animes » Sessão Nostalgia – animes, mangás, etc

Sessão Nostalgia – animes, mangás, etc

Imagem dos Cavaleiros do Zodíaco

Desde os primórdios da TV Manchete que eu gostava de animes. Mangás até que não, mas os desenhos japoneses fizeram (e estão fazendo) história. Primeiro agradeço que eu tenha nascido entre 1984, já que parece que eu nasci no ano perfeito. Tive uma infância onde eu sofria um pouco de bullying, mas o que me deixava feliz eram, além do videogame, dos desenhos da TV Manchete. Cavaleiros do Zodíaco, Yu Yu Hakusho, Surato, Supercampeões, até mesmo animes femininos como Sailor Moon e Guerreiras Mágicas de Rayearth eu curtia muito. É claro que os dois primeiros que fizeram mais história, por serem mais longos e por ficarem mais tempo na TV.
Numa época onde internet era uma palavra que não existia na minha mente, a gente procurava informações na revista Herói. Sem sacanagem, acho que hoje eu não teria vendido os meus primeiros exemplares no sebo. Bom, agora não posso fazer mais nada, mas na época era o único jeito de saber mais informações dos seus animes prediletos. E gastei muito dinheiro com as revistas!
O tempo passou e a Manchete faliu. Aí todo mundo que gostava muito dos animes ficaram órfãos e tivemos que migrar pras outras programações chatas das TVs. Pouca coisa se salvou, como os filmes, o Clipmania (programa de clipes que passava na Band), novelas como O Beijo do Vampiro e Kubanacan (as únicas novelas que admito que assisti e que não deixei de assistir 1 capítulo!) e ocasionalmente o Chaves, que até hoje assisto de vez em quando.
Chegou a internet e os mangás começaram a aparecer por aqui. Os animes também começaram a voltar de forma tímida, primeiro na TV a Cabo e depois nas redes abertas. Ainda me lembro a sensação de quando voltei a assistir Cavaleiros do Zodíaco numa TV: passando perto de uma Lan House (acho que uma das primeiras da cidade), tinha uma TV ligada na Cartoon com o desenho passando. Durante vários dias eu passava só pra ver um pouquinho e relembrar a sensação de poder rever os personagens e histórias do desenho.
Isso numa época que eu não tinha internet. Ainda.
Comecei a ter a faculdade e ter acesso a internet, mas ainda assim eu não ligava muito para essas coisas. Também nunca tive TV a cabo em casa pra assistir (e nem vou colocar. Hoje a banda larga faz um papel melhor), até começar a adquirir alguns mangás e voltar a assistir de novo Cavaleiros na Band. Nessa época também arrumei a série Yu Yu Hakusho em fitas de VHS (video-cassete) que me fez relembrar este outro anime que considero ser um dos mais incríveis de toda a minha vida. Mesmo não ter assistido muitos animes até então.

Yu Yu Hakusho

Mesmo passando Cavaleiros na TV, as emissoras não conseguiam fazer as coisas direito. Primeiro que eles censuravam alguns trechos ou mesmo cortavam trechos pra caber na programação…isso arruinava um pouco a vida da gente. Acho que as emissoras de TV aberta não merecem mais passar os animes: se vai passar, que respeitem os horários, que passem em horários decentes pros fãs. Passar animes na parte da manhã? Que estupidez: a maior parte dos adolescentes estão na escola, sendo que eles tem tempo livre na parte da tarde (nem sempre. Hoje muitas escolas dão aulas na parte da tarde) e na parte da noite, o que seria o horário ideal pra passar isso. Até mesmo pra mim, que normalmente chega depois da 19h00 em casa (nos dias que não tenho aula de desenho).
As emissoras ainda acham que animes são desenhos infantis e só o colocavam na parte da manhã por quê eram os únicos horários disponíveis. E ainda avacalhavam com o desenho, cortando as partes violentas (ok, temos a classificação etária, mas pra mim seria melhor não passar naquele horário do que passar com cortes), cortando pra caber no horário rígido da parte da manha, etc.
Mas hoje isso não faz a menor diferença. Hoje tem a internet que consegue ser a melhor arma dos fãs.
Sério: quando aprendi a desenhar e foi mergulhando mais nesse mundo, comecei a gostar muito dele. Tudo bem que já tinha comprado os Mangás X-1999, Tokyo Babylon (que era uma prequência do X) e o Yu Yu Hakusho, mas só recentemente que comecei a gostar pra valer. Comecei a comprar (e gostar) o Lodoss War e o mangá Death Note, que ando lendo de vez em quando (o volume 9, o último que chegou da série aqui em Varginha, ainda está lacrado por não ter lido o oitavo. Mas não tenho pressa), e quando vi um volume do Bleach e fui baixar o anime, foi amor à primeira assistida! Até o meu irmão, que não gostava muito de animes, gostou também e sempre assistimos juntos cada episódio. Alguns finais de semana a gente fazia maratonas do anime e conseguíamos ver, direto, mais de 5 episódios. Outras vezes conseguimos assistir por 3, 4 horas direto!

Bleach

Então eu e ele chegamos a ver todos os episódios. Como agora só sai um por semana, tivemos de procurar outras alternativas de animes pra passar o tempo, como a Saga de Hades dos Cavaleiros do Zodíaco (consegui a Saga do Inferno dublada! E hoje devo assistir o final da Saga dos Elísios, onde já tem na internet os episódios finais) e outros animes, como o World Destruction (já assisti dois episódios dos 4 disponíveis até agora) e BlassReiter, que possui um enredo confuso, mas a qualidade técnica do anime é impressionante.

Blassreiter

E ainda tem muitos outros animes bons que eu ainda não vi. OK, muitos podem acabar falando um Naruto, mas eu vi o primeiro episódio e não achei muito bom. Tudo bem que você poderia dizer que “o desenho fica melhor no futuro”, mas por enquanto vou em opções menos óbvias. Ontem andei vendo outras sipnoses de animes, como Shuffle e Code Geass. Sério, acho que to ficando um pouco pervertido, já que achei bem gostosas as meninas abaixo:

Shuffle

Sei lá, acho que por estar desenhando muito rosto feminino e por ser homem, acabo achando bonitos muitos rostos femininos dos animes por aí. Mesmo o estilo ser um pouco limitado e as personagens serem praticamente idênticas na maioria dos animes.
Acho que também to virando Otaku em animes e mangás…
E com este meu vício em artes para games, qualquer anime que sejam bem feito acaba ganhando uma avaliação maior de mim. Também ando procurando animes com histórias boas já que, além de distrair, podem ser usadas como bases para futuros projetos. Não é copiar o anime e transformar em jogo, mas usar alguma coisa como referência. Sei que hoje os games não são tão originais, mas a gente tem sempre que estar de olho na cultura de diversos locais, já que podemos aproveitar melhor este conhecimento e usar de referência. Ou mesmo usar este conhecimento pra te ajudar. Sei que o estilo mangá tem suas limitações, mas se eu souber desenhar bem isso (o que não é muito difícil), isso vai me ajudar com character design de personagens.
Concluindo: hoje estou gostando mais de anime e mangá do que antigamente. Sei que é impossível você ficar por dentro de tudo que rola, mas se a gente souber filtrar, é mais uma coisa a se gostar por aí. Já curto bem alguns animes e sempre vou procurar outros e alguns mangás diferentes. E aos poucos eu posso ir comentando aqui sobre eles, para divulgar possíveis animes bons que merecem ser vistos por vocês (caso gostem desse tipo de desenho, claro!).

Relacionados e Publicidade